"Um trem na vida dos santoantonienses", artigo do Secretário de Cultura e Turismo Carlos Lúcio Gontijo

Administração Municipal lançará edição 2015 do calendário cultural e prepara a Festa de 100 Anos da Estação
Edição 2014 do Dia da Estação em Samonte Publicado em: 30 de Setembro de 2014. Última Atualização: 30 de Junho de 2015


A Secretaria de Cultura e Turismo, pela Administração 2013/2016, preparou e já mandou editar o calendário 2015, que segue a mesma linha filosófica apresentada no ano anterior, quando o tema tratado pelo calendário foi o levantamento da história dos dois clubes de futebol mais antigos da cidade: Flamengo e Nacional. Assim, dessa feita, o enfoque é o centenário de inauguração do prédio da Estação Ferroviária.

O lançamento do calendário, em dia ainda a ser anunciado no mês de novembro deste ano (depende da entrega do produto pela gráfica), dá início aos preparativos para a comemoração dos 100 anos da Estação, que desde 2013 é data oficial do município, após iniciativa da Secretaria de Cultura e Turismo, aprovação da Câmara e sanção do Poder Executivo de Santo Antônio do Monte, que vislumbrou a importância da homenagem à família ferroviária, que tanto contribuiu na construção da identidade da gente santo-antoniense.

Ainda dentro das comemorações relativas ao centenário da Estação, está em andamento a de montagem de um memorial, no prédio da “Estação Cultura Viva”, sede da Secretaria de Cultura, no qual serão expostas fotos de ex-funcionários da Rede Ferroviária, que com a força de seu trabalho fincaram os trilhos da linha de trem na mente e no coração da população de Santo Antônio do Monte, que tem consciência de tudo que a ferrovia representou para o desenvolvimento socioeconômico da cidade.

É grande a preocupação dos gestores da cultura santo-antoniense com os preparativos da comemoração do centenário da Estação, principalmente pelo fato de a data ter recebido a aceitação e o abraço tanto da sociedade quanto da família ferroviária, que se sentiu valorizada e reconhecida, ao ter a data de 20 de junho oficializada como o “Dia da Estação”, dando a oportunidade de recordação do tempo de glória da ferrovia, que transportava mercadoria e passageiros, que deram ao povo santo-antoniense o indispensável sentimento de mundo advindo da troca de experiências e incremento da comercialização. 

Ao optar por temáticas populares para a impressão do calendário anual, a Secretaria de Cultura tem por objetivo ampliar o cenário da memória santo-antoniense, que também habita e muito deve ao cidadão comum e anônimo. A satisfação do público com o calendário que homenageou Flamengo e Nacional, que levou a Secretaria a ter de destinar às pessoas interessadas até os exemplares que havia colocado sobre as mesas de trabalho em sua sede, é uma prova inconteste do acerto na escolha de questão temática mais inerente ao conhecimento e vivência do povo, que dessa forma toma consciência de sua importância na sociedade de que participa produtiva e emocionalmente.

 

Conclamação

Uma das principais razões para a Secretaria de Cultura e Turismo estar se mobilizando desde já para a realização da Festa da Estação é que, devido às proporções que a data ganhou com o sucesso das duas primeiras versões, seria um intransponível sacrifício a Secretaria de Cultura e a municipalidade  tomarem frente sozinhas do evento, do qual a comunidade e a família ferroviária santo-antoniense tanto esperam. Como diz o ditado, quem não sabe o tamanho que tem acaba se responsabilizando por carga que não lhe compete carregar – e a Secretaria de Cultura e Turismo, desde agora, conclama os interessados a juntarem a ela em prol de uma justa e bem organizada festa de comemoração dos 100 anos de inauguração do prédio da Estação Ferroviária.

 




TAG's: trem, vida, santoantonienses, Artigo, Secretário, Cultura, Turismo, Carlos, Lúcio, Gontijo

Inicial | Voltar
Link permanente: