Projeto Educar: A importância de se preservar o nosso Patrimônio Histórico

Publicado em: 10 de Março de 2014. Última Atualização: 21 de Outubro de 2016


O Patrimônio Histórico pode ser definido como um bem material, natural ou imóvel que possui significado e importância artística, cultural, religiosa, documental ou estética para a sociedade. Estes patrimônios foram construídos ou produzidos pelas sociedades passadas, por isso representam uma importante fonte de pesquisa e preservação cultural. Há uma preocupação mundial em preservar os patrimônios históricos da humanidade, através de leis de proteção e restaurações que possibilitam a manutenção das características originais. A UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Cultura, Ciência e Educação) é o órgão responsável pela definição de regras e proteção do patrimônio histórico e cultural da humanidade. 


Quando um imóvel é tombado por algum órgão do patrimônio histórico, ele não pode ser demolido, nem mesmo reformado. Pode apenas passar por processo de restauração, seguindo normas específicas, para preservar as características originais da época em que foi construído. Como no mundo possuímos as Pirâmides de Gizé (Egito), Muralha da China (China), Torre de Piza (Itália), do Brasil: Cidade Histórica de Ouro Preto (Minas Gerais), Centro Histórico de Olinda (Pernambuco), Ruínas de São Miguel das Missões (Rio Grande do Sul). Possuímos em Santo Antônio do Monte, um rico acervo histórico e cultural e que deve possui a relevância de qualquer outro patrimônio existente, por que faz parte da nossa história, indiferente de sua grandiosidade ou  valor material. Ex.: CEMM – Centro de Memória Municipal, Casa do Padrinho Vigário, Prédio da Escola  Municipal Amâncio Bernardes, etc. 

Santo Antônio do Monte possui um riquíssimo acervo histórico que vai bem mais além do que conhecemos, possuímos uma cultura singular inteiramente ligada a história de nosso povo, este, por sua vez, soube construir com trabalho e dedicação um tempo novo que com certeza, ficará marcado por várias gerações e que precisa ser preservado.

Crido em 2013, O PROJETO EDUCAR possui essa finalidade, uma vez que ele busca aproximar a Educação Básica com os bens culturais tombados do município, gerando nas crianças, a consciência da preservação. A cada edição, um novo tema é abordado.

 

Projeto Educar 2016: "Nosso Lugar, Nossa História"

 

O Projeto Educar, desenvolvido em parceria pelas Secretarias de Cultura e Educação, já faz parte do cronograma anual de ações do Centro de Memória Dr. José de Magalhães Pinto e se destaca pela eficiência e alcance. “Este ano teremos um número recorde de participantes e cada vez mais buscamos ampliar as ações, diversificando as escolas participantes para fortalecer o Projeto. Além de ser essencial à formação de nossas crianças e jovens, a iniciativa traz recursos para o município no que tange ao ICMS Cultural, programa do Governo Estadual que contempla as cidades que realizam ações de Preservação e Proteção do Patrimônio Histórico e Cultural", explicou o responsável pelo projeto, o professor Eli Antônio da Silva.

 

"Nosso município sempre se destacou na pontuação obtida no IEPHA, órgão que fiscaliza estas ações. Indiferente das dificuldades, sempre mantivemos nossa média e continuaremos assim”.

 

Além das aulas expositivas, os alunos do Ensino Fundamental visitarão os bens históricos tombados na cidade, assistirão palestras com pessoas ligadas as nossas tradições e participarão de atividades dentro e fora das escolas, tudo isso visando a conscientização. "Precisamos despertar o sentimento de pertencimento em relação a nossa história e a nossa cultura ainda na infância", completou Eli.

 




TAG's: Projeto, Educar:, importância, preservar, nosso, Patrimônio, Histótic

Inicial | Voltar
Link permanente: