Prefeitura de Samonte e Sindicato Rural unem forças na luta pela segurança das famílias e propriedades rurais

Prefeito Wilmar Filho e outras autoridades da região debateram soluções para o problema durante a reunião mensal da ASROM – Associação dos Sindicatos Ruralistas do Oeste Mineiro
Publicado em: 26 de Maio de 2014. Última Atualização: 6 de Julho de 2015


O Sindicato Rural de Santo Antônio do Monte sediou no dia 09/05, o encontro mensal da ASROM – Associação dos Sindicatos Ruralistas do Oeste Mineiro. O evento itinerante aborda temas escolhidos pelos próprios presidentes anfitriões, normalmente um assunto pontual para a comunidade. No município, o presidente Vilmar Otávio reuniu autoridades de vários seguimentos para discutir um problema cada vez mais preocupante em todo o país: Como garantir a segurança das famílias com o aumento da criminalidade nas propriedades rurais?

 

 

Estavam presentes o Prefeito Dr. Wilmar de Oliveira Filho, o Vice-Prefeito Dinho do Braz, o delegado regional Dr. Ivan José Lopes, o delegado da Polícia Civil Dr. Lucélio da Silva, o tenente da Polícia Militar Harley Barbosa, o major Andrade e o comandante Hamilton da Patrulha Rural da Polícia Militar de Lagoa da Prata, o diretor secretário da FAEMG Dr. Marcos Abreu e Silva, além de mais de 40 presidentes de sindicatos ruralistas da região e centenas de produtores rurais do município. Os vereadores Luís Antônio Resende, Marcos Antônio da Silva, Américo Libério da Silva, Carlos Alberto Campos, Ronan Eliano de Oliveira, Antônio Miranda Alves, Geraldo Magela Gois e Martim Rodrigues dos Santos e os deputados federais Domingos Sávio e Jaime Martins também compareceram ao evento.

 

 

Várias autoridades usaram a palavra. O Prefeito Dr. Wilmar Filho ressaltou o compromisso absoluto da Administração 2013/2016 com as ações do Sindicato Rural. "Segundo um grupo de auditores internos que analisaram a atual gestão, o produtor rural é responsável por 27% da receita do município, sendo provavelmente a maior parcela de contribuição, diante a informalidade dos outros segmentos existentes em Santo Antônio do Monte. Por isso, neste momento, quero parabenizar todos os produtores e reafirmar a minha seriedade e compromisso com cada um de vocês, me solidarizando com todas as iniciativas para resguardar a seguranças das suas famílias e propriedades. Nossa gestão tem três pilares: Saúde, Segurança e Educação. Quero salientar aqui que muitos dos nossos esforços não ganham holofotes e são responsáveis pela manutenção de serviços que em teoria, não são de responsabilidade municipal.  Enfrentando todas as dificuldades, somos, com orgulho, parceiros efetivos da Polícia Militar, da Polícia Civil, da Patrulha Rural e do Exército”, disse o Prefeito.

 

 

Representantes da Polícia Civil e Militar argumentaram sobre as limitações que enfrentam diariamente para efetuar os seus trabalhos e apresentaram as iniciativas bem sucedidas como é o caso da Patrulha Rural de Lagoa da Prata e Santo Antônio do Monte. Através de gráficos, Dr. Lucélio Silva demonstrou o panorama da segurança pública na região. De acordo com esses dados, desde 2012, Santo Antônio do Monte permanece em 5º lugar nos índices de criminalidade. Embora no geral, a quantidade de assaltos não tenha alterado muito nos três últimos anos, o crescimento da criminalidade na zona rural é real.

 

 

 

Para o delegado regional Dr. Ivan José Lopes, uma das principais deficiências da Segurança Pública nos municípios é a falta de efetivo, tanto da Polícia Militar quanto Civil. Em Santo Antônio do Monte, esse fator se agrava pelo número de policiais necessários na manutenção da cadeia pública. “Existem medidas que contribuiriam de imediato para e eficiência das polícias. Lutamos muito e em outubro de 2013 a Subsecretaria de Administração Prisional - SUAP assumiu a cadeia de Pompéu, a mais problemática da região, com mais de 100 presos. Isso significa que lá as polícias não se preocupam mais com a manutenção dos presos e estão focadas, a Militar no trabalho preventivo/ostensivo e a Civil no trabalho investigativo/resolutivo dos crimes. Santo Antônio do Monte é outra luta nossa, juntamente com a Administração e o Legislativo Municipal, para conseguir desativar, transferindo um pouco para Lagoa da Prata e cidades próximas ou estruturar e a SUAP assumir”, enfatizou.

 

 

Questionado pelo público, os deputados presentes assumiram o compromisso em ajudar a encontrar soluções paliativas e definitivas para a situação. De concreto, o Governo Estadual realizará nos próximos meses, o maior concurso para policiais civis dos últimos tempos. Mas, os mil policiais só devem tomar posse em janeiro por causa do período eleitoral. 

 

 

Município recebe benfeitorias rurais 

 

 

O Prefeito Wilmar Filho assinou, durante a reunião mensal da ASROM, projeto para viabilização de mata-burros que beneficiarão dezenas de produtores rurais do município. “Quero dizer a todos que aqui em Santo Antônio do Monte, nós temos compromisso. Por isso neste momento o prefeito Dr. Wilmar Filho assina o projeto dos 74 mata-burros e 12 chapas ármicas que acabarão com o grande problema das várias pontes no município que sempre estão passando por reformas”, disse o Secretário de Obras e Presidente do Sindicato Rural de Santo Antônio do Monte, Vilmar Otávio. 




TAG's: Prefeitura, Samonte, Sindicato, Rural, unem, forças, luta, pela, segurança, famílias, propriedades, rurais

Inicial | Voltar
Link permanente: